fbpx

Atendimento Online

Entenda a evolução dos sistemas de memória

Muito antes da “nuvem”, tivemos disquetes, CDs, pen drives e HDs como opção para gravação de dados. A preocupação e a necessidade de guardar informações importantes existem desde o início da era digital. O avanço da tecnologia transformou os dispositivos em versões cada vez maiores em capacidade, e menores em tamanhos, além da enorme portabilidade.

Se você perdeu alguma dessas fases, ou tem interesse em saber mais sobre esse processo, confira a linha do tempo que montamos para explicar melhor.

HD
Há mais de 60 anos, a IBM criou o primeiro computador com armazenamento em disco rígido. Nascia o primeiro HD, que chegou ao mercado em 1957 com capacidade para armazenar até cinco megabytes.

Fita cassete
Oficialmente lançadas em 1963, pela Philips, revolucionaram os padrões de captura e armazenamento de áudio. Ela possuía dois lados, com fita magnética e todo o mecanismo alojados numa caixa plástica, que ajudava no manuseio e utilização do dispositivo. Ainda, uma de suas maiores vantagens era poder iniciar a reprodução de qualquer ponto, sem precisar rebobinar.

Disquete
Os extintos disquetes tiveram seus primeiros modelos lançados no fim da década de 1960, mas só chegaram ao mercado para o consumidor em 1971. As primeiras versões tinham oito polegadas e apenas 80 Kb de armazenamento disponível. Depois, surgiu o modelo de 5,25 polegadas e, em meados dos anos 1990, se popularizou o formato de 3,5 polegadas e
capacidade de armazenamento de até 1,44 Mb.

ZipDrive
Embora muito parecido com um disquete de 3,5 polegadas, ele o superou porque tinha capacidade de armazenamento de 100 Mb. Depois, aumentou a capacidade para 250 e, em seguida, finalmente chegou aos 750 Mb, melhorando também a velocidade de transferência de dados e o tempo de busca. O dispositivo representou uma verdadeira revolução em
armazenamento removível.

CD-ROM
O CD-ROM (Disco Compacto – Memória Somente de Leitura, em tradução para o português) surgiu em 1985, lançado pela Sony e a Philips. Bem mais finos e feitos de policarbonato, foram usados principalmente para gravar dados e músicas, algo que até então nenhum dispositivo fazia com sucesso. Ele foi sucedido pelos CD-R e CD-RW, que permitem regravações.

DVD
Depois dos CDs, surgiram também os DVDs (Disco Digital Versátil, em tradução para o português). Anunciados em 1995, produzidos em 1996 e lançados no Japão em 1997. Ainda mais moderno, o formato digital permitia armazenar arquivos diversos, como sonoros e imagéticos. Além disso, a capacidade para guardar informações era muito maior.

Cartão de Memória
Os primeiros cartões de memória surgiram ainda nos anos 1990, sendo seu maior diferencial a portabilidade, além da grande capacidade de armazenamento. Foram e continuam sendo lançadas versões para os mais diversos dispositivos, como videogames, câmeras fotográficas, notebooks, computadores e smartphones, cada vez menores e mais potentes.

Pendrive
Com o objetivo de realizar backups, o pendrive surgiu no ano 2000. Foi, também, uma alternativa aos disquetes e CDs, por sua maior portabilidade. São, também, mais rápidos e têm maior capacidade de armazenamento. Atualmente, é difícil encontrar quem não tenha um desses.

SSD
Uma das últimas tecnologias de armazenamento é o SSD (Unidade de Estado Sólido, em tradução para o português). O dispositivo para armazenamento de dados digitais é cotado como peça substituta dos HDs modernos, apesar de ainda ser cara. Mesmo parecendo novidade, o primeiro registro da tecnologia é de um computador de 1989.

Atualmente, o usuário tem, ainda, a opção de armazenar tudo na “nuvem”. Com opções de programas gratuitos e pagos, o usuário pode hospedar documentos pessoais e de trabalho em servidores online e, assim, ter acesso a eles em qualquer lugar. Existem inúmeros softwares famosos, como o Google Drive, o iCloud, o Dropbox e o OneDrive. Além de opções menos conhecidos, mas igualmente eficientes, como o pCloud, o Box e o SendSpace.

Mas é sempre bom lembrar que, para poder fazer o download e envio para a “nuvem” de forma rápida e segura, uma internet de qualidade é muito importante. Então, não perca tempo e conheça a Blink. Aposte na internet mais rápida de BH!

Blink, sua internet do seu jeito!

Resultado de imagem para cd disquete pen drive

Fontes:
https://www.techtudo.com.br/listas/noticia/2015/05/na-memoria-relembre-a-evolucao-dos-
dispositivos-de-armazenamento.html